quinta-feira, 2 de abril de 2009

... Encanto do meu coração

Tudo o que eu vejo…
Tudo o que eu ouço…
Leva-me inevitavelmente até ti
Os alegres sorrisos tão contagiantes
Cúmplices olhares tão penetrantes
Palavras soltas sempre tão interessantes
Gestos suaves tão intensos e aconchegantes
Cegos murmúrios tão cúmplices e excitantes
Espontâneos beijos tão ardentes e apaixonantes
Raios de sol matinal, inofensivos e tão radiantes
As marés vivas tão esplendorosas e fascinantes
As misteriosas auroras boreais tão deslumbrantes
Os cânticos das cigarras tão cadentes e sonantes
Tudo o que eu vejo…
Tudo o que eu ouço…
Transforma-se em fruto doce, da minha ilusão
Em descontrolado fogo, desta minha louca paixão.
Em aguarela viva, em forma de um apaixonado coração
Onde tu e eu, um dia o exploraremos até á exaustão
Tudo o que eu vejo…
Tudo o que eu ouço…
Assemelha-se tão simplesmente a ti
Não fosses tu …
O verdadeiro encanto do meu coração!

Open in new window

2 comentários:

Anônimo disse...

Dizer o que vai na alma, de maneira tão sublime á ponto de tocar corações é uma tarefa muito complexa, porém quando se trata da maneira real ou ilusória que se filtra no coração de um poeta, isso soa como beleza lapidada por "maõs" habilidosas chamadas emoção e sensação, que moldam os sentimentos de uma maneira tão doce e ao mesmo tempo tão revolta, á ponto de se firmarem como reflexo do que vai no peito de quem transforma simples palavras em doces sentimentos.

Wαℓỉรรσฑ disse...

Como é importante e gostoso dizer eu te amo.
São as palavras mais doces que eu nunca ouvi da pessoa que eu amo.
Mas o que importa não é ser amado, e, sim, amar...

Postar um comentário