sábado, 9 de maio de 2009

Meu coração é...

Meu coração é africano!
Assim nasceu…e assim ele viverá
Até ao dia que a luz do seu sonho, se apagará
Mas não o preocupa quando isso acontecerá
Mas sim… se ele, será capaz de até lá;
A um, tão lindo coração latino
Ele… na plenitude do seu louco desejo, em o amar
Conseguir um dia, a lua e o sol… num céu purpúreo juntar
E sob os seus ténues raios de luz violeta, ele esse lindo coração desnudar
Para com mil beijos de pura ternura e paixão eternamente o afagar
Meu coração é africano!
Ele sempre sonhou… quando era menino
Vir a ser, de um grande e lindo amor, um eterno inquilino
Mas ele, jamais sonhou, que viria a ser por um tão lindo coração latino
Que um dia o enfeitiçou alterando-lhe o até aí… seu errante destino
Meu coração é africano!
Ele sempre foi muito tímido e algo reservado
Durante alguns anos viveu num mundo de indiferença, enclausurado
Até ao dia, que uma chave em jeito de um tão lindo coração ter encontrado
Com a qual abriu afortunadamente até hoje, esse seu coração acorrentado
Meu coração é africano!
Em humildes textos de poesia, muitos dos seus sonhos, ele costuma transcrever
Sonhos que o acompanham, desde o acordar até ao seu, solitário adormecer
Alguns dos quais inevitavelmente ele, não consegue disfarçar ou… esconder
O que é amar, um tão lindo coração latino e jamais ser capaz… de o esquecer.

Meu coração é…teu!
E, o teu… (para mim) inequivocamente será sempre meu
Sempre latino… como africano e tão apaixonado é sem duvida o meu!


A ti… um ano mais!




Escrito em:
7-5-09 Neuss (Alemanha)
Postado em:
Barbezieux (França)


Amândio Soares (apollo-onze)

1 comentários:

Lice Soares disse...

Belíssimo poema,belíssimo coração.
Que o coração latino o ame e o aceite,o valorize. Mereces.
Abraços.

Postar um comentário