quarta-feira, 22 de julho de 2009

Pura devoção!











Enquanto existirem oceanos…
Eu continuarei neles a navegar
Até nos teus afáveis braços, eu ancorar
E neles…para sempre desembarcar
Enquanto existirem lindos e livres céus azuis…
Eu continuarei esperançosamente neles…a voar
Até no beiral do teu coração, eu finalmente pousar
E eternamente…feliz aí ficar
Enquanto existirem belas e reluzentes estrelas…
Eu continuarei todas noites, elas visualizar
Até que uma delas, desperte o meu sonhar
Através do teu tão lindo e cristalino olhar
Enquanto existirem belas e perfumadas rosas…
Eu continuarei todas elas, sempre cheirar
Até um doce e estonteante perfume, eu encontrar
Aquele que só a tua pele morena…costuma emanar
Enquanto existirem ventos sirocos…
Eu continuarei ao lado deles noite e dia a soprar
Até os teus sedosos cabelos, eu suavemente despentear
E em êxtase profundo neles…meus ávidos beijos entrelaçar
Enquanto existirem tempestades tropicais…
Eu continuarei nas suas grossas bátegas de chuva me infiltrar
Até todo teu ardente e arrebatador corpo, eu inundar
Até ele…na minha tão copiosa paixão se afogar
Enquanto existirem rouxinóis…
Eu continuarei suas lindas melodias tentar imitar
Até o teu distante coração eu, conseguir de mim aproximar
Para ver se chave dele, tu a mim queiras para sempre confiar
Enquanto existirem mil formas de o amor, em poesia retratar…
Eu continuarei até ao derradeiro e imaculado poema, prosar
Poema esse…que te irá no topo do universo, eternamente colocar
Enquanto existirem corações tão apaixonados como o meu…
Eu continuarei sempre querendo assim…loucamente te amar
Pois em ti…não consigo por um segundo sequer deixar de pensar
E juro que assim continuarei até…aquele inevitável dia chegar
O dia em que eu… a “fronteira branca” terei de a atravessar
Mas até lá…esta minha pura devoção por ti…irá noite e dia continuar!



“Talvez jamais eu, seja lembrado pelos meus singelos e ocos textos de amor.
Mas sim… pelo meu grande defeito de ser, um compulsivo apaixonado e um inveterado sonhador!” (apollo-onze)



Atenção imagem by net Google
A.Soares (apollo-onze)

3 comentários:

Rosa D Saron disse...

Este é um dos mais belos poemas que encontrei...
Emocionei-me profundamente pelas palavras expressadas,sentidas,lapidadas,acarinhadas...
Expressaste tanto amor...

Confesse-te!
Chorei...
Sorri entre lágrimas...

Me curvei diante de tanta beleza saída de tão lindo coração...

As palavras me faltam...

É mágico!

Obrigada por isso meu doce amigo!

Beijos carinhosos!
Rosa D Saron

FatinhaMussato disse...

Amândio, querido amigo!

Teu poema está simplesmente perfeito...
Muitas emoções, muito sentimento, muito amor!
Sabes como ninguém usar as palavras certas, para explicar as sensações e emoções que te vão pelo íntimo!
Sempre muito bom te ler!

Beijinhos em seu coração!

Fatinha.

Lice Soares disse...

É sempre muito bom vir aqui e ler-te, tecelão de palavras, manuseador dos sonhos e da ternura.
Parabéns pelo encanto que nos proporciona, através dos teus lindos versos.
Beijos do Brasil, para ti, amigo com comovidos e intensos aplausos.

Postar um comentário