segunda-feira, 27 de julho de 2009

Toca-me...

Toca-me…
Como que numa fina vidraça estivesses a bater
Desperta-me…
Para mais um novo e apaixonante amanhecer
Seduz-me…
Com esse teu tão lindo e alegre resplandecer
Beija-me…
Suavemente todas as minhas fontes de prazer
Murmura-me…
Palavras… que o meu sangue faça ferver
Acaricia-me…
Até meu corpo o fazeres estremecer
Ama-me…
Como só tu eximiamente o sabes fazer
Promete-me…
Que a minha pele nunca deixarás arrefecer
Protege-me…
De todas as dúvidas que possam vir a aparecer
Sossega-me…
Diz-me que tu serás sempre a força do meu querer
Embala-me…
Como se um recém-nascido eu pudesse ser
Adormece-me…
No teu regaço até ao meu próximo apaixonado amanhecer

Toca-me…
Assim…
As vezes que sempre te apetecer!

6 comentários:

Lice Soares disse...

Não consigo decifrar o código, mas sinto beleza, visto que vem da tua alma bela.
Abraços.

Lice Soares disse...

Ah, fui presenteada com mais dois selos e quero repassá-los para você. Vá lá pegá-los.
Bjs.

emilia soares disse...

Mano, essa tua imaginação está cada vez melhor, muito sublime, assim entendo eu que teu coração é um diamante em bruto.
Beijocas

Doroni Hilgenberg disse...

Amandio,
Fiquei curiosa,
mas não consigo decifrar seu poema.
Que tal se fizesse isso para a gente.
ou dá uma dica, sim?
bjs

Anônimo disse...

Obrigada, beijo. C.Q

Doroni Hilgenberg disse...

Agora sim
o poema se completa e é lindo

protege-me,
de todas as dúvidas que possam vir a aparecer.
É isso que todos queremos, proteção e ternura

bjs

Postar um comentário