sábado, 11 de julho de 2009

Quem em mim...

-->
Quem em mim… por amor já me tocou
Meu destino tantas vezes já baralhou
Amei cegamente quem a mim me amou
Mas infelizmente nem sempre o amor em mim vingou
E dele, apenas a decepção e algumas mágoas resultou
Mas sempre perdoei a quem isso, em mim provocou
Por eu não conseguir odiar, quem meu coração já compartilhou.
Quem em mim… por amor já me tocou
E por mim… pura e simplesmente se desinteressou
Na verdade, (e mesmo assim) muito de mim para sempre levou
Entre belos sonhos que a vida desde criança em mim germinou
E promessas reais que o tempo a mim sempre as confiou
E assim minha alma desnuda de tudo isto tantas vezes ficou
Mas minha forte vontade em alguém amar jamais se desmoronou
E o meu coração, aos desígnios da deusa Vénus sempre consignou.
Quem em mim… por amor já me tocou
E por mim… verdadeiramente um dia se apaixonou
De felicidade, a minha alma desnuda e fria aconchegou
No meu humilde e errante coração seu tão lindo nome tatuou
E o meu destino irreversivelmente essa pessoa, para sempre o traçou
Ao seu lado… ou distante dela eu não…deixarei de ser quem sou
Ser aquilo que a vida para sempre me predestinou
Um humilde servo de alguém que, seu genuíno amor me provou
Ser um idolatra da mulher que a deusa Vénus, só para mim destinou.
Quem em mim… por amor já me tocou
Alguém porventura que de mim nunca duvidou
Nestas singelas palavras, certamente que algo de si… em mim encontrou
Talvez… uma antiga e verdadeira promessa que ainda não se quebrou
Ou quiçá e só… um maravilhoso sonho que o tempo ainda não o realizou!

“Estar apaixonado, não é só acreditar constantemente por outrem, amado ser.
Também é permanentemente o seu amor, por esse alguém, saber verdadeiramente enaltecer!” (Autor: apollo-onze) -->

3 comentários:

Lice Soares disse...

",,,Amei cegamente quem a mim amou
Mas infelizmente nem sempre o amor em mim vingou..."
Ao iniciar a leitura pensei: Está este "eu lírico", falando de mim?
Lindo, lindo, lindo. Parabéns, meu amigo!
Bjs.

Doroni Hilgenberg disse...

Apollo,

lindos versos,
O coração do poeta é um receptáculo de emoções. Quando ama vibra e sonha, quando se desgosta sofre em dobro, mas nunca perde a esperança, e assim nascem os versos que comovem e que cativam.
bjs

Rosa D Saron disse...

Amigo...

Senti a dor do passado ressurgir como uma nuvem pálida á embaçar o coração...

Mas ao mesmo tempo ressurgiu á esperança de tão lindo amor viver...

As emoções serpenteiam por entre as veias do seu coração tais como pérolas brilhantes e inconfundíveis...

É sentimentos únicos e verdadeiros a voar na alma,no pensamento,no coração,no sonho...

Parabens!
Fiquei encantada!

Beijos carinhosos!
Sua amiga,Rosa

Postar um comentário