sábado, 14 de fevereiro de 2009

"Feliz dia de S. Valentim"


















É dia de São Valentim…
E eu… tão distante de ti, amor
Numa distância, quase sem fim
Como um espaço vazio… sem som nem cor

Mas… não importa meu amor
Eu estou vivo… Sim! E em ti a pensar
Tentando disfarçar toda esta minha dor
Fingindo agora… teu angélico rosto acariciar

É dia de São Valentim…
Mas para quê, eu lágrimas por ti derramar?
Se tenho-te sempre dentro de mim
Como um radioso sol, que não pára de brilhar

Para quê eu… á tristeza me render?
Se fico sempre feliz, de só em ti pensar
Imaginando a tua esguia silhueta ao anoitecer
Vindo ao meu encontro para me abraçar

É dia de São Valentim…
Eu hoje, rosas amarelas, gostaria de te oferecer
Entre um abraço profundo… e um beijo sem fim…
Diluído num sussurro embriagado, de paixão e prazer

Repetindo mil vezes… eu te amo tanto, tanto…
Quero tanto, tanto assim… eternamente contigo viver!

Mas hoje, apenas só se escutará… o eco do meu pranto
Por neste dia pessoalmente, tudo isto não te poder dizer.

É dia de são Valentim…
Dia de eufóricas e ardentes paixões
O amor é tão bonito de amar… assim
Nesta utópica tempestade, de inesquecíveis emoções.




Teu louco apaixonado e “poeta errante”.



Escrito a 13-02-09
VENLO – Holanda
Postado em:
BLOIS - FRANCE

Amândio Soares (apollo11)

4 comentários:

Olhos de mel disse...

Oie meu amigo lindo, intenso em emoções... Tristinho, mas cheio de amor e carinho!
Boa semana! Beijos

Olhos de Mel disse...

Passando para lhe ver e desejar um bom fim de semana!
Beijos

Olhos de Mel disse...

Meu amigo lindo, passando para saber de você e deixar beijinhos...

Olhos de mel disse...

Oie meu amigo lindo, passando pra deixar beijinhos...

Postar um comentário